Siga-nos

Perfil

Expresso

Elisabeth Bing (1914-2015)

  • 333

Elisabeth Dorothea Koenisberger Bing que, depois de algum tempo de fraca saúde, sofrendo de demência vascular, morreu no seu apartamento no Upper West Side de Manhattan, Nova Iorque, na passada sexta-feira, dia 15, ( ...), interessando-se cada vez mais por nascimentos, nesse tempo em que mulheres em trabalho de parto eram ou tornadas inconscientes por sobrecarga de analgésicos e anestésicos ou deixadas sem qualquer anestesia, e em que, depois do parto, não eram autorizadas a levantar-se — nem sequer a pôr um pé no chão — durante dez dias, precisando por isso de fisioterapia, assim entrando Elisabeth Koenisberger em contacto com a parte da realidade humana a que dedicaria a vida e que a tornaria célebre nos Estados Unidos onde, durante décadas a partir de 1949, em hospitais e centros médicos, associações várias, em rádios e televisões, foi a voz e o rosto daquilo a que se chamou em Portugal, na França onde fora inventado e no resto da Europa, o parto sem dor.

Para continuar a ler o artigo, clique   AQUI