Siga-nos

Perfil

Expresso

Um Natal discreto e sombrio

Chegámos ao Natal quase sem dar por ele. Existirão diversos motivos para isso, e talvez o mais preocupante seja o facto de, aos poucos, termos perdido a espiritualidade que associávamos a este tempo; o seu significado essencial: perdemos as referências, os conceitos, as virtudes de tudo o que não é material, concreto, mensurável.

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI
(acesso gratuito: basta usar o código que está na capa da revista E do Expresso. pode usar a app do Expresso - iOS e android - para fotografar o código e o acesso será logo concedido)