Siga-nos

Perfil

Expresso

A revolta dos excluídos

A vitória de Trump volta a colocar-nos perante um problema que há muitos anos me atormenta, mas que no geral nos recusamos a discutir. Em breve, esse problema pode definir-se assim: o que fazemos por aqueles que se esforçam mas não conseguem? O que dão as nossas sociedades aos excluídos que cumprem as normas? Quem representa aqueles que, no geral, não fazem manifestações, não têm sindicatos ou associações? Como olhamos para os pobres que trabalham e se esforçam?

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI
(acesso gratuito: basta usar o código que está na capa da revista E do Expresso. pode usar a app do Expresso - iOS e android - para fotografar o código e o acesso será logo concedido)