Siga-nos

Perfil

Expresso

O Estado policial tributário

  • 333

Espero ter entendido bem, porque é difícil compreender uma coisa que não tem pés nem cabeça. Vejamos: o PS que está no Governo é, no essencial, o mesmo PS que por diversas vezes se opôs ferozmente às leis do enriquecimento ilícito ou do enriquecimento sem causa, alegando que tal constituiria uma inversão do ónus da prova. Ou seja, o acusado é que teria de justificar o dinheiro que acumulou, em vez de ser a acusação a provar que a origem dos montantes seria ilícita ou, pelo menos, suspeita.

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI
(acesso gratuito: basta usar o código que está na capa da revista E do Expresso. pode usar a app do Expresso - iOS e android - para fotografar o código e o acesso será logo concedido)