Siga-nos

Perfil

Expresso

Devemos defender o islão?

  • 333

Penso já ter escrito o suficiente para que não me considerem (como Trump considera Obama) um cripto-muçulmano, ou seja, alguém que é secretamente muçulmano. Mas depois de vários atentados perpetrados por seguidores do profeta, nomeadamente os de França e este último, em Orlando, dirigido contra um bar homossexual, confesso que já não posso ouvir falar dos islamitas como se fossem um grupo coeso, em que todos defendem o mesmo.

para continuar a ler o artigo, clique AQUI
(acesso gratuito: basta usar o código que está na capa da revista E do Expresso. pode usar a app do Expresso - iOS e android - para fotografar o código e o acesso será logo concedido)