Siga-nos

Perfil

Expresso

Marcelo e o fim da esquerda

  • 333

Aparentemente, o PS gostou do discurso do Presidente. Eu também gostei, mas não sei se ficaria tão entusiasmado caso fosse um fervoroso apoiante do Governo. É que os “afetos” e a simpatia une quem gosta da unidade, mas separa os adeptos de outras vias. Até esta semana a famosa “geringonça” tinha duas razões de existir — nenhuma delas era, seguramente, um orçamento que não se distingue muito dos anteriores.

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI