Siga-nos

Perfil

Expresso

Daniel Oliveira

Somos gregos

Daniel Oliveira

Para mostrar ao que vinha, a Grécia entrou a matar: reposição do salário mínimo, eletricidade gratuita para mais de cem mil famílias que não a conseguem pagar, reposição do 13º mês para reformas inferiores a 700 euros, suspensão das privatizações. No prolongamento das sanções à Ucrânia e nas relações com a Rússia, deixou um primeiro aviso: a Europa tem muito a perder se encurralar os gregos. Depois dos sinais de força, Tsipras e Varoufakis começaram o périplo europeu para procurar aliados e falar diretamente com os responsáveis políticos. Ganhou espaço político. Mas do inamovível senhor Schäuble veio a resposta que se esperava: é tudo para ficar como estava. A Grécia que fale com os burocratas da troika.

 

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI.