Siga-nos

Perfil

Expresso

Para inglês ver

Sem tentar desdramatizar a tentativa de homicídio de um ex-espião, ela é menos
grave de muito do que a Rússia é hoje suspeita. Então, porque estamos a assistir a uma inédita expulsão em massa de diplomatas russos, sem paralelo na Guerra Fria ou mesmo depois da anexação da Crimeia? Pode ter sido a última gota de vodka num copo que já estava cheio mas é estranho vir de Theresa May e antes da conclusão da investigação do envenenamento de Sergei Skripal e sua filha. Como motivação inicial, aposto mais em razões domésticas. Jeremy Corbyn está sob um forte ataque por causa de antigas posições na política externa e este é o momento ideal para criar um clima mais favorável à primeira-ministra. Mata três coelhos de uma cajadada:

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI
(acesso gratuito: basta usar o código que está na capa da revista E do Expresso. pode usar a app do Expresso - iOS e android - para fotografar o código e o acesso será logo concedido)