Siga-nos

Perfil

Expresso

Ignorância mata

Seja por militância contra as farmacêuticas ou por crendices pseudocientíficas, são cada vez mais os europeus que não vacinam os filhos. Resultado: doenças dadas como extintas estão de volta e assistimos a sucessivos surtos de sarampo. Em Portugal, o fenómeno resulta mais de negligência do que de convicção. Mas um estudo de 2013 dizia que um quinto dos portugueses desvalorizava a vacinação por considerar que ela combate “doenças que estão a desaparecer” e 11% achavam que as vacinas têm mais riscos do que vantagens.

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI
(acesso gratuito: basta usar o código que está na capa da revista E do Expresso. pode usar a app do Expresso - iOS e android - para fotografar o código e o acesso será logo concedido)