Siga-nos

Perfil

Expresso

É só fumaça

O PS já diz que não tem braços a medir para andar de braço dado com tanta gente. O PCP aproveita para anunciar o regresso do bloco central e pôr-se ao fresco. O BE diz que não quer conversas com o PSD, e o PSD diz que quer falar com toda a gente. Ninguém sabe sobre quê. Não se é a favor ou contra o compromisso. Chega-se a ele por o que se defende ou se rejeita. Se o PS aceitar chegar a um compromisso com o PSD em torno da segurança social ou das leis de trabalho terá de fechar a loja da ‘geringonça’, porque esse é um tema de clivagem em que não pode estar com o BE e o PCP de um lado e o PSD e o CDS do outro. Se querem fazer uma reforma da justiça o próximo ano e meio não chega para mais do que os pacotes legislativos fast food que o CDS tira do micro-ondas para entregar nas redações. Se querem discutir a descentralização há um novo arco de poder, que inclui cinco partidos, em que quatro dos líderes defenderam a regionalização.

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI
(acesso gratuito para Assinantes ou basta usar o código que está na capa da revista E do Expresso, pode usar a app do Expresso - iOS e android - para fotografar o código e o acesso será logo concedido)