Siga-nos

Perfil

Expresso

Um padrão, uma esperança

Tinha o início do texto pronto para o Expresso Diário de quinta-feira: “Amanhã conheceremos a acusação a José Sócrates. Quase tudo o que podia ter corrido mal correu mal: peças processuais a conta-gotas nos jornais, prisão de um arguido para o investigar e todos os prazos ultrapassados. Pelo impacto que teria para a política e para a justiça — e, portanto, para a democracia —, este era um processo que exigia cuidados redobrados. E desta vez nem havia a desculpa da interferência dos políticos. Felizmente, Sócrates até se pode queixar da falta de solidariedade dos seus camaradas. O que correu mal foi por exclusiva responsabilidade dos agentes da justiça.

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI
(acesso gratuito: basta usar o código que está na capa da revista E do Expresso. pode usar a app do Expresso - iOS e android - para fotografar o código e o acesso será logo concedido)