Siga-nos

Perfil

Expresso

Separar 
as águas

Apesar de serem aumentadas em janeiro, as mais baixas das pensões mínimas não receberão mais 10 euros em agosto. Porquê? Porque este aumento extraordinário visa compensar um congelamento a que elas não estiveram sujeitas. Poder-se-ia esquecer este pormenor por estes serem os reformados mais pobres. Mas nem sempre são. Há quem receba pensões mínimas porque fez poucos descontos mas tenha outros rendimentos ou pensões de sobrevivência. Um estudo de Carlos Farinha Rodrigues, com dados de 2000, assinalou que apenas 31% dos que recebiam pensões mínimas viviam em famílias pobres. Como o estudo é demasiado antigo, será necessário fazer um novo antes de tomar qualquer decisão.

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI
(acesso gratuito: basta usar o código que está na capa da revista E do Expresso. pode usar a app do Expresso - iOS e android - para fotografar o código e o acesso será logo concedido)