Siga-nos

Perfil

Expresso

Magnífico ilusionista

  • 333

A comunicação social não consegue disfarçar o seu deleite com Marcelo. E é natural. Ele traduz a política para o discurso mediático, simplificando-a e concentrando-se na sua parte lúdica, pela qual a maioria dos jornalistas se pela. Quando Marcelo foi confrontado com a posição que manifestara em relação à proposta de revisão constitucional de Passos Coelho, explicou que apenas tinha dito que ela era “hábil”. Nada tinha opinado sobre o seu conteúdo. Não mentiu. Apesar de se dizer que sabemos o que pensa porque há 20 anos que o torna público, a verdade é que quase sempre se limitou a fazer uma avaliação formal da política, explicando o funcionamento do jogo do poder aos leigos. Mas raramente se comprometeu.

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI