Siga-nos

Perfil

Expresso

Um discurso admirável

  • 333

O inesperado pode acontecer. Sexta-feira, 15 de Janeiro, final da tarde, um governante português, com responsabilidade na área financeira, encerrava uma conferência promovida pela Ordem dos Contabilistas Certificados e pelo IDEFF, da Faculdade de Direito da Universidade de Lisboa. Num discurso, tão claro como curto (as duas qualidades costumam andar juntas), explicava a sua política: realizar um saldo orçamental positivo, resultado já conseguido, para poder reduzir a dívida pública do seu território, processo já iniciado.

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI