Siga-nos

Perfil

Expresso

Os infames Trump e Putin

A admiração pelo homem forte vem dos fracos. Um povo fraco precisa de um predador que o transforme numa presa incapaz. Aconteceu em Portugal, onde ainda paira uma nostalgia do Sebastião enevoado, e acontece, na versão extrema e anedótica, na Coreia do Norte ou no Turquemenistão. Não espanta que as manifestações de devoção ao Amado Líder sejam manifestações típicas do mundo infantil com a sua cauda kitsch. A parada militar norte-coreana não passa de uma exibição dos soldadinhos de chumbo dos meninos que gostam de brincar às guerras. A mania urbanística turcomana não passa de uma exibição dos meninos que gostam de brincar às casinhas e jogar ao Monopólio.

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI
(acesso gratuito: basta usar o código que está na capa da revista E do Expresso. pode usar a app do Expresso - iOS e android - para fotografar o código e o acesso será logo concedido)