Siga-nos

Perfil

Expresso

O sector público

  • 333

António Costa cometeu um erro, tal como Passos Coelho. Passos podia ter aplicado a austeridade sem insultar os portugueses e sem fazer dos trabalhadores públicos os culpados das tropelias de sucessivos desgovernos. Costa podia ter começado a governar sem fazer dos trabalhadores públicos as únicas vítimas da austeridade e prometendo, a eles e só a eles, a reparação das injustiças. Passos falou para metade dos portugueses. Costa também. O sector público é o sector que ninguém quer, ousa ou pretende reformular e redimensionar e que suga os ganhos de um contribuinte com rendimentos modestos. Rendimentos de pobreza são taxados a 14,5%.

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI
(acesso gratuito: basta usar o código que está na capa da revista E do Expresso. pode usar a app do Expresso - iOS e android - para fotografar o código e o acesso será logo concedido)