Siga-nos

Perfil

Expresso

Calmamente, altamente

  • 333

Tal como uma boa parte dos portugueses, tenho as minhas reservas sobre a frente de esquerda. E sobre um orçamento e um programa de governo que pode fazer retrair o investimento e paralisar o crescimento. Tal como uma boa parte dos portugueses, não me agrada a política coletivista dos comunistas nem os arroubos moderníssimos do Bloco aplicados à economia. Como social-democrata ou socialista democrata ou o que lhe quiserem chamar, desde que o slogan não seja “social-democracia sempre” e saia da boca do antigo chefe de governo, porque soa a falso, concordaremos que, depois de quatro anos de turbulência, guerrilha social, insulto generalizado, marchas nas avenidas, greves diárias, privatizações selvagens e cauda baixinha a bater no chão na Europa, me está a saber bem esta acalmia.

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI