Siga-nos

Perfil

Expresso

A conversa do Banif

  • 333

Eu adorava ser mosca nas paredes das salas, salões e salinhas onde se discute o passado, o presente e o futuro do Banif. Isto, para ver se percebia de vez a razão vasta e definitiva pela qual o Banif tem de ser salvo pelos contribuintes. E se percebia de vez a razão pela qual o Banif, tendo vindo a ser salvo pelo Estado há vários anos (ou seja, pelos contribuintes) à velocidade de 1100 milhões de euros, não foi salvo. Mais: gostava de perceber a razão pela qual, nesse excelso e glorioso momento da democracia portuguesa em que deixámos entrar a Guiné Equatorial e o seu ditador de opereta na CPLP, sob pretexto de salvar o Banif, o Banif não foi salvo.

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI