Siga-nos

Perfil

Expresso

A queda de Isabel dos Santos e nós

Para assinalar o quinquagésimo dia da sua entrada em funções, o presidente João Lourenço visou o verdadeiro centro de poder que existe em Angola, exonerando Isabel dos Santos da presidência da maior e mais importante empresa pública do país. A Sonangol tornou-se um estado dentro do Estado, reportando diretamente a José Eduardo dos Santos e dando-lhe um poder imenso para controlar e alimentar uma pequena elite de generais e empresários que se tornaram o sustentáculo do regime. Por isso, João Lourenço deu um primeiro sinal, passando a empresa a reportar ao ministro dos Recursos Minerais e dos Petróleos.

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI
(acesso gratuito para Assinantes ou basta usar o código que está na capa da revista E do Expresso. pode usar a app do Expresso - iOS e android - para fotografar o código e o acesso será logo concedido)