Siga-nos

Perfil

Expresso

O Novo Banco e as promessas vãs

No dia 3 de agosto de 2014, o governador do Banco de Portugal, Carlos Costa, anunciou a resolução do Banco Espírito Santo, dando origem a duas instituições bancárias: o Novo Banco e o “velho” BES ou BES “mau”, que ficaria com todos os ativos problemáticos. Segundo o governador, o Novo Banco nascia isento de mácula e dotado de 4900 milhões de capital injetado pelo Fundo de Resolução. Carlos Costa garante que a operação “não terá qualquer custo para o erário público nem para os contribuintes”.

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI
(acesso gratuito: basta usar o código que está na capa da revista E do Expresso. pode usar a app do Expresso - iOS e android - para fotografar o código e o acesso será logo concedido)