Siga-nos

Perfil

Expresso

Um OE incómodo para uns e para outros

O Orçamento do Estado para 2017 é um documento incómodo para o Governo e partidos da coligação, mas também para a oposição. Para o Governo porque foi obrigado a arrepiar caminho e a mudar a sua estratégia: por mais semântica a que se recorra, a proposta de lei do OE-2017 regressa a uma estratégia de crescimento assente nas exportações e no investimento, em detrimento da procura interna e, em particular, do consumo privado, que perdem fulgor. E como se sabe estes dois últimos vectores eram o cerne da proposta do modelo de crescimento que o grupo de economistas do PS apresentou ao país.

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI
(acesso gratuito: basta usar o código que está na capa da revista E do Expresso. pode usar a app do Expresso - iOS e android - para fotografar o código e o acesso será logo concedido)