Siga-nos

Perfil

Expresso

Excel, antílope e bala dundum

  • 333

Quando a troika aterrou na Portela no longínquo ano de 2011 e em 15 dias impôs um programa de ajustamento detalhadíssimo, a saloiice nacional veio ao de cima. Como era possível que técnicos estrangeiros desenhassem, em tão pouco tempo, um caderno de encargos com tudo o que precisávamos fazer para sair da crise e para crescermos em bases sãs e fortes, enquanto hordas de economistas nacionais nunca se tinham sequer aproximado desse nirvana?

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI