Siga-nos

Perfil

Expresso

Imprevisível como sempre

  • 333

Todos os anos são imprevisíveis, mesmo aqueles que parecem previsíveis. Todos os anos há perigos, embora já não se aguente o título de “O ano de todos os perigos”. E por isso 2016 não fugirá à regra. No início do ano passado alguém previa que poderia haver dois ataques terroristas em Paris, um contra o “Charlie Hebdo” e outro no Bataclan? Ou que milhares de refugiados invadiriam a Europa? Ou que o preço do barril do petróleo cairia para os 30 euros? E em Portugal, alguém previa que a coligação PSD/CDS poderia vencer as eleições de 4 de outubro? E depois de as ter vencido, alguém previa que acabaríamos com um Governo do PS, apoiado parlamentarmente pelo Bloco de Esquerda e pelo PCP? E alguém previa que acabaríamos o ano a resgatar mais um banco com o dinheiro dos nossos impostos?

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI