Siga-nos

Perfil

Expresso

A Angola que JES construiu

  • 333

O Presidente José Eduardo dos Santos (JES) construiu um Estado paralelo em Angola, assente na Sonangol, e de onde emana o seu poder, sem que nele intervenham o Governo, a administração pública ou o próprio MPLA. Esta é a tese de “Magnífica e Miserável — Angola desde a guerra civil”, livro de Ricardo Soares de Oliveira, professor associado na Universidade de Oxford. Não foi provavelmente uma estratégia pensada ab initio. Com efeito, logo após a independência em 1975 e com a guerra civil instalada, para o MPLA foi tão importante o apoio militar dos países de Leste e de Cuba, como as receitas fiscais da atividade petrolífera. Agostinho Neto, o primeiro Presidente de Angola, percebeu-o de imediato e manteve a Sonangol, fundada em 1976, à margem da nacionalização da economia, “da pura incompetência e da mentalidade antiempresarial”.

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI