Siga-nos

Perfil

Expresso

Eu penso que devia haver um assunto importante de cada vez; assim ninguém se entende

Eu penso que Passos Coelho não devia dar aulas na Universidade. Nem em lado nenhum. Aliás, Passos Coelho não devia existir e, como tal, ser atirado da rocha Tarpeia para a morte, como se fazia em Roma aos traidores. Porque me parece mal que ele tenha ficado calado em relação aos horrores fascistas do Time’s Up e outras atrocidades cometidas por Adolf Weinsten ou Benito Allen. É por isso que em Itália não há estabilidade e o árbitro perdoa um penálti claro sobre Doumbia, pelo menos na opinião quase unânime dos sportinguistas que têm alertado o Governo para as alterações climáticas, de modo a evitar tornados em Olhão e o corte da marginal no concelho de Oeiras. Mas o que se há de esperar de uma Câmara dirigida por Isaltino Morais? Olhem o que aconteceu na linha da Beira Alta, onde um comboio descarrilou devido a um deslizamento de terras provocado pelos fogos que foram ateados por Passos Coelho, ou pelo menos são da responsabilidade dele, ou talvez do Bloco de Esquerda.

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI
(acesso gratuito: basta usar o código que está na capa da revista E do Expresso. pode usar a app do Expresso - iOS e android - para fotografar o código e o acesso será logo concedido)