Siga-nos

Perfil

Expresso

Valha-me nossa senhora da Conceição, padroeira de Portugal e dos portugueses

Um dia, um bisneto meu, que há de ter por volta dos 30 ou 40 anos, quis mostrar-me o que são as redes sociais. Até então de redes só conhecia as que se põem no cabelo para este não se despentear durante o sono; as de pesca que os barcos utilizavam para pescar sardinha; as dos trapezistas voadores para não se estatelarem no chão e as da Segurança Social para prover aos necessitados um mínimo de subsistência. Aliás, quando ele me falou em “redes sociais” eu pensei que fossem estas últimas e durante meia hora falei das divergências entre Friedrich von Hayek, John Maynard Keynes e Robert Plant a este propósito. Mas ele, pacientemente, ia dizendo que não tinha nada que ver com macroeconomia, nem com apoio social aos desempregados, idosos e doentes, mas sim com telefones espertos (ou smartphones, como ele dizia).

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI
(acesso gratuito para Assinantes ou basta usar o código que está na capa da revista E do Expresso. pode usar a app do Expresso - iOS e android - para fotografar o código e o acesso será logo concedido)