Siga-nos

Perfil

Expresso

Metemos nas seletas cenas estranhas, necrófilas, depois indignamo-nos com um jantar

São todos muito moderninhos, muito para a ‘frentex’, muito adeptos da Inteligência Artificial, mas à mais pequena coisa tornam-se matarruanos dignos da mais isolada aldeia, da mais remota terra do mundo. Não prestam! Estão estragados, e é melhor, dear Paddy, substituí-los pela “Sofia” (a robô que dialogou com o robô “Einstein”) do que deixá-los por aí a dizer dislates.

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI
(acesso gratuito para Assinantes ou basta usar o código que está na capa da revista E do Expresso. pode usar a app do Expresso - iOS e android - para fotografar o código e o acesso será logo concedido)