Siga-nos

Perfil

Expresso

O governo está claramente a virar à direita, o que vale é que o PS se mantém à esquerda

A ideia é simples. O Governo, com a sua austeridade disfarçada em cativações, com o seu centralismo disfarçado em descentralização, com a sua recusa em nacionalizar bancos disfarçada pela entrega de dinheiro na TAP, ficando esta com a gestão privada, com a sua subserviência total à Europa e aos ditames neoliberais de Bruxelas, aponta, claramente para uma convergência com o que foram os anos negros do PSD e do CDS. Isto afirmou o Comité Central do PCP depois de dois dias de reunião e reflexão profunda. E daí que os dirigentes comunistas tenham mandatado o seu secretário-geral, Jerónimo de Sousa, para uma reunião urgente com o secretário-geral do PS, António Costa, a fim de avaliarem a situação, de tal modo que o PCP não tivesse de soltar Ana Avoila e Mário Nogueira de novo para o caminho das greves, pelas quais, apesar das recentes paralisações, anseiam.

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI
(acesso gratuito para Assinantes ou basta usar o código que está na capa da revista E do Expresso, pode usar a app do Expresso - iOS e android - para fotografar o código e o acesso será logo concedido)