Siga-nos

Perfil

Expresso

Com tanto nome a acaber em 'on' é difícil entendermo-nos. Têm de explicar outra vez

Como se sabe, o francês, que já foi a língua franca da diplomacia e da gente chic, é hoje praticamente uma língua morta. Suponho, até, que há mais gente no mundo a falar latim do que francês, ou pelo menos o francês de França, que exclui o congolais, o algérien, o benim, o gabonais e o quebecois, no mínimo, para não sermos rigorosos e termos de pôr nesta contabilidade o suíço francês e o belga valão.

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI
(acesso gratuito: basta usar o código que está na capa da revista E do Expresso. pode usar a app do Expresso - iOS e android - para fotografar o código e o acesso será logo concedido)