Siga-nos

Perfil

Expresso

Escrevendo toponimificarei por toda a parte, se a tanto 
me ajudar o engenho e arte

Ingratos são os ingleses, que tiveram Bobby Charlton, jogador genial que ganhou um Campeonato do Mundo ao serviço da Inglaterra, e deixam o aeroporto chamar-se Heathrow, que ninguém conhece. Ou os franceses, que, apesar de terem um Charles de Gaulle, mantêm um Orly que nunca se opôs aos nazis. Aeroportos como os de Madrid, que se chamam Adolfo Suárez mas toda a gente conhece por Barajas, também não são exemplo. E menos ainda aqueles como o de Bruxelas, que é Zaventem só porque o construíram em Zaventem... Esses são para esquecer.

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI
(acesso gratuito: basta usar o código que está na capa da revista E do Expresso. pode usar a app do Expresso - iOS e android - para fotografar o código e o acesso será logo concedido)