Siga-nos

Perfil

Expresso

A Escola de Samba Unidos na Miséria Lusitana dá espetáculo no Sambódromo do Rio de Janeiro

A ideia partiu de Marcelo. O próprio PSD, estranhamente, não pediu uma comissão de inquérito nem manifestou oposição sabendo que Cavaco era o Porta-Estandarte e Marques Mendes o Mestre-Sala. Com música animada, o cortejo entrou assim:

Mestre–Sala:

Abre a janela, meu irmão,

Deixa-me ganhar a aposta

Que para o ano que vem

Ainda cá temos o Costa

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI
(acesso gratuito: basta usar o código que está na capa da revista E do Expresso. pode usar a app do Expresso - iOS e android - para fotografar o código e o acesso será logo concedido)