Siga-nos

Perfil

Expresso

Um estímulo ao Tribunal Constitucional: a verdadeira declaração do dr. Domingues

Até há cerca de um mês ninguém queria saber dos rendimentos do dr. António Domingues para nada. Veja-se o caso dos drs. José de Matos ou Carlos Santos Ferreira, que entraram e saíram da Caixa Geral de Depósitos sem ninguém lhes perguntar como tinham Vermeer, Rembrandt, Rafael, Velázquez, El Grieco, Goya e Picasso nas respetivas salas. Embora isso se ficasse a dever ao facto de eles provavelmente não terem nenhum destes originais, o facto é que ninguém lhes perguntou. Assim como ninguém quis saber se tinham aviões particulares, barcos de 46 metros na marina do Port du Crouesty, assinaturas no La Fenice de Veneza ou offshores nas Cayman. Deve dizer-se que o povo português não é nada invejoso e até se regozijaria em saber se estas e outras personagens da nossa vida político-financeiro-empresarial possuíam tais bens. Mas, tal como o povo não é invejoso, também a Comunicação Social não é coscuvilheira, calhandreira ou quadrilheira e não se interessa por essas coisas.

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI
(acesso gratuito: basta usar o código que está na capa da revista E do Expresso. pode usar a app do Expresso - iOS e android - para fotografar o código e o acesso será logo concedido)