Siga-nos

Perfil

Expresso

Toda a história do fugitivo mais famoso de Portugal, logo depois de Barroso e Guterres

Ele, o fugitivo [ND: a partir de agora refere-se sempre a Pedro Dias, que anda a monte há um ror de tempo], está escondido sei eu onde, mas por a minha palavra dada ser palavra honrada, não posso revelar. Claro que se me torturarem, o que é claramente contra a Convenção Europeia dos Direitos do Homem (e penso que até da mulher) eu revelo que é num canastro (uma casinha em cima de umas pedras para guardar milho ou cereais, de forma a que os ratos lá não possam chegar) ali para as bandas de São Macário ou de São Salvador do Mundo ou de São Leonardo ou de outro miradouro qualquer, onde se chega a subir muito

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI
(acesso gratuito: basta usar o código que está na capa da revista E do Expresso. pode usar a app do Expresso - iOS e android - para fotografar o código e o acesso será logo concedido)