Siga-nos

Perfil

Expresso

Com o vento de Lisboa colado à pele e a água do Tejo colada à alma, será ela uma Tágide?

  • 333

Cristas disse ter o vento de Lisboa colado à pele, o que é óbvia mentira, pois se assim fosse não havia mais vento em Lisboa. Devia ter dito que tem um pouco de vento colado à pele. Um pouco, poucochinho, como dizia o poeta Augusto Gil. E o mesmo para a água do Tejo. Se toda a água do Tejo estivesse colada à alma da líder do CDS, não só ela tinha mais alma do que até Almeida, como secava o rio. No caso de ela ter alma, aconselhamos a que passe a dizer que tem umas gotas de água do Tejo lá coladas, para não dizer mentiras. A menos que...

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI
(acesso gratuito: basta usar o código que está na capa da revista E do Expresso. pode usar a app do Expresso - iOS e android - para fotografar o código e o acesso será logo concedido)