Siga-nos

Perfil

Expresso

Donald, o tigre de papel

BERKELEY — Os comentários de Donald Trump sobre a China, durante a campanha presidencial nos EUA, não criaram grandes expectativas para as relações sino-americanas depois da sua eleição. Trump acusou a China de “ficar com os nossos empregos,” e de “[roubar] centenas de milhares de milhões de dólares da nossa propriedade intelectual.” Acusou repetidamente a China de manipular a sua divisa. O ponto mais baixo aconteceu no passado mês de maio, quando Trump alertou os seus seguidores de que “não podemos continuar a deixar que a China viole o nosso país. É isso que eles estão a fazer. É o maior roubo na história do mundo.”

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI
(acesso gratuito: basta usar o código que está na capa da revista E do Expresso. pode usar a app do Expresso - iOS e android - para fotografar o código e o acesso será logo concedido)