Siga-nos

Perfil

Expresso

Arejar a roupa suja do FMI

  • 333

BERKELEY — No seguimento das controversas ações do Fundo Monetário Internacional durante a crise financeira asiática de 1998, quando condicionou a cedência de liquidez a países em dificuldades à austeridade governamental, o FMI criou um Gabinete de Avaliação Independente (GAI) para empreender avaliações independentes às suas políticas e programas. Esse gabinete publicou agora uma crítica ao papel do Fundo durante a crise europeia posterior a 2008.

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI
(acesso gratuito: basta usar o código que está na capa da revista E do Expresso. pode usar a app do Expresso - iOS e android - para fotografar o código e o acesso será logo concedido)