Siga-nos

Perfil

Expresso

Ana Cristina Leonardo

O coquitél poético

  • 333

Escrevo no dia em que saiu, há 100 anos, o primeiro número da revista "Orpheu". Só houve dois. Os poetas não costumam dar bons empreendedores. Se olharmos para trás, percebemos como, com apenas dois números, a "Orpheu" fez mais pela cultura do que os milhares de exemplares de lixo vendido por tanta gente. Nos tempos de hoje, uma revista tão efémera seria uma iniciativa falhada. Pela certa um mau investimento. Onde não há pão não há palhaços, diz o palhaço rico que conhece bem as vantagens da máxima do pão e circo. 

 

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI.