Siga-nos

Perfil

Expresso

H2O

A partir de 2005, quando o presentemente presidente do conselho de administração da mais conhecida empresa suíça, o austríaco Peter Brabeck, defendeu que a água não devia ser encarada como um direito básico, antes estar, como qualquer outro bem alimentício, sujeita aos valores de mercado (declarações que a própria empresa viria depois a afirmar terem sido deturpadas), muita gente passou a ir às compras decidida a boicotar tudo o que levasse o rótulo criado por Henri Nestlé. Disponibilizou-se mesmo um mapa com as várias ramificações do grupo. A dificuldade era no entanto enorme.

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI
(acesso gratuito para Assinantes ou basta usar o código que está na capa da revista E do Expresso. pode usar a app do Expresso - iOS e android - para fotografar o código e o acesso será logo concedido)