Siga-nos

Perfil

Expresso

Blá-blá-blá

A linguagem é um vírus que veio do espaço, escreveu Burroughs. Talvez até tudo tenha vindo do espaço, como defendia o pré-socrático Anaxágoras, embora não sejamos obrigados a levar a sério um filósofo que também jurava que a Terra era plana e, além de plana, planava. Certo, certo, é ser a linguagem uma droga sem a qual não conseguimos passar e que, como qualquer droga, comporta doses letais. Droga, e uma espécie de mistério. Por que razão se dá o nome de cadeira a uma cadeira e não de mesa a uma cama?

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI
(acesso gratuito para Assinantes ou basta usar o código que está na capa da revista E do Expresso. pode usar a app do Expresso - iOS e android - para fotografar o código e o acesso será logo concedido)