Siga-nos

Perfil

Expresso

O mundo virtual e o outro

  • 333

Conta-se que Afonso Costa, o anticlerical, republicano e truculento Afonso Costa, presente no Tribunal de Faro em 1904, na qualidade de advogado de defesa do olhanense Bartolomeu Constantino, sapateiro de profissão e um dos mais proeminentes (e sofridos) anarquistas portugueses, discordando da decisão do juiz que acaba de condenar o réu a pesada pesa, terá sacado da pistola e desafiado o magistrado para um duelo sur place. Se esta história parece exagerada ou mesmo apócrifa, documentados ficaram os socos desferidos em Sampaio Bruno e em Martins de Carvalho.

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI