Siga-nos

Perfil

Expresso

As mil e uma noites da guerra

  • 333

De repente, não parece real. Como se meia dúzia de anos carregassem o peso de séculos. Como se ontem ficasse tão longe como Alpha Centauri. As fotografias mostram escombros, entulho, ruínas que somos incapazes de identificar. As ruas não têm nome. Não se descobrem árvores. Não se vê o céu. Pó. Tudo se parece resumir a pó. Em cinco anos, um país transforma-se num cemitério poeirento habitado por fantasmas. 500 mil fantasmas sírios.

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI