Siga-nos

Perfil

Expresso

Contas sérias

  • 333

Quando escrevo não se sabe ainda se haverá governo. Perante o desacerto do mundo, tal facto mostra-se irrelevante, a não ser para aquele burocrata europeu cujo nome sei escrever mas não sei pronunciar. Disse com gravidade Jeroen Dijsselbloem (ou pelo menos tentou, já que é difícil levá-lo a sério): “Estão demasiado atrasados!”, referindo-se à entrega pelo governo que não há do Orçamento do Estado. Entretanto, a Turquia abateu um avião russo.

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI