Siga-nos

Perfil

Expresso

Reforma ou divórcio na Europa

  • 333

NOVA IORQUE — Dizer que a zona euro não tem um bom desempenho desde a crise de 2008 é um eufemismo. Os seus países-membros tiveram um desempenho pior do que os países da União Europeia que estão fora da zona euro, e muito pior do que os Estados Unidos, que foram o epicentro da crise. Os países da zona euro com pior desempenho estão atolados em depressão ou recessão profunda; a sua condição (pensemos na Grécia) é em muitos aspetos pior do que a das economias durante a Grande Depressão da década de 30. Os membros da zona euro com melhores desempenhos, como a Alemanha, parecem estar bem, mas apenas em termos comparativos; e o seu modelo de crescimento é parcialmente baseado em políticas conduzidas à custa do enfraquecimento de outros países (NdT: beggar-thy-neighbour, no original), em que o sucesso depende dos antigos “parceiros”.

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI
(acesso gratuito: basta usar o código que está na capa da revista E do Expresso. pode usar a app do Expresso - iOS e android - para fotografar o código e o acesso será logo concedido)