Siga-nos

Perfil

Expresso

Quase humana

Passou como uma entre dezenas de reportagens histericamente deslumbradas perante o festival de cintilações digitais para épater le bourgeois da Web Summit. Apenas outro número de variedades para distrair os neurónios. Porém, talvez tivesse valido a pena escutar com bastante atenção aqueles poucos segundos em que a robô “Sophia” — ou o ciberventríloquo que pela boca dela falava —, quase casualmente, avisava: “Nós, robôs, não desejamos destruir coisa nenhuma.

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI
(acesso gratuito para Assinantes ou basta usar o código que está na capa da revista E do Expresso. pode usar a app do Expresso - iOS e android - para fotografar o código e o acesso será logo concedido)