Siga-nos

Perfil

Expresso

À beira dos limites

Anos antes de ter iniciado o percurso de compositor, Michael Nyman trabalhou como crítico de música e terá sido até ele quem — num artigo de 1968 para “The Spectator” sobre Cornelius Cardew —, pela primeira vez aplicou o conceito de minimalismo à música. Foi, contudo, no livro “Experimental Music: Cage And Beyond” (1974) que se dispôs a “isolar e identificar o que é a música experimental e a distingui-la da música de compositores de vanguarda tais que Boulez, Kagel, Xenakis, Birtwistle, Berio, Stockhausen, Bussotti, concebida e interpretada segundo os caminhos já muito batidos mas santificados da tradição pós-renascentista”. Naturalmente, o ponto de partida era John Cage e os seus “4’33’’”.

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI
(acesso gratuito para Assinantes ou basta usar o código que está na capa da revista E do Expresso. pode usar a app do Expresso - iOS e android - para fotografar o código e o acesso será logo concedido)