Siga-nos

Perfil

Expresso

A arte de furtar

Dói. Dói muito ver um dos mais proeminentes vultos da cultura lusa, condecorado com a medalha de Chevalier de L’Ordre des Arts et des Lettres pelo Governo francês, membro da comissão de honra da candidatura do edil da Grande Alface, investigador no âmbito da cardiologia poética — ‘Coração Vagabundo’, ‘Pobre do Meu Coração’, ‘Português de Alma e Coração’, ‘Coração Perdido’, ‘Dois Corações Sozinhos’ — e taumaturgo extraordinário (“Contaram-me que um médico de uma pessoa que estava em coma (...) pôs-lhe nos ouvidos uns headphones com uma música minha e ela começou a reagir”), ser acusado de 11 crimes de usurpação e de outros tantos de contrafação.

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI
(acesso gratuito para Assinantes ou basta usar o código que está na capa da revista E do Expresso. pode usar a app do Expresso - iOS e android - para fotografar o código e o acesso será logo concedido)