Siga-nos

Perfil

Expresso

Assalto total

A 23 de julho de 1967, a “Motor City” explodiu. Quatro anos antes, os 125 mil manifestantes da Walk to Freedom March haviam desfilado pacificamente pela Woodward Avenue, na qual Martin Luther King ensaiaria o discurso “I Have a Dream” que, semanas depois, iria proferir em Washington D.C.. Mas quando, às primeiras horas daquele domingo de julho de há 50 anos, a polícia realizou um brutal raide a um clube onde se celebrava o regresso do Vietname de dois GI negros, durante cinco dias, Detroit entrou em estado de guerra.

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI
(acesso gratuito para Assinantes ou basta usar o código que está na capa da revista E do Expresso, pode usar a app do Expresso - iOS e android - para fotografar o código e o acesso será logo concedido