Siga-nos

Perfil

Expresso

Estilhaços

  • 333

“Amadeus” (1984), de Milos Forman — vertendo para o cinema a peça homónima de Peter Shaffer —, dificilmente poderia conter maior número de imprecisões históricas e efabulações fantásticas acerca da biografia de Mozart. Mas isso não o impediu de se tornar o retrato eventualmente mais revelador do precoce génio musical de Viena (aliás, Praga, no filme), capaz, por exemplo, de nos fazer adivinhar que o autor do avassalador “Requiem” era exatamente o mesmo de peças tão desabridas como o cânone “Leck Mich Im Arsch” (traduzindo, preventivamente, em inglês, “Lick My Ass”). “Florence Foster Jenkins”, de Stephen Frears, é, sem dúvida, infinitamente mais fiel à história real da celebrada “pior cantora que alguma vez pisou o palco do Carnegie Hall” do que “Marguerite”, de Xavier Giannoli, que, confessadamente, apenas “se inspirou” nela. E não somente isso.

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI
(acesso gratuito: basta usar o código que está na capa da revista E do Expresso. pode usar a app do Expresso - iOS e android - para fotografar o código e o acesso será logo concedido)