Siga-nos

Perfil

Expresso

Desarrumar a memória

  • 333

A 1 de fevereiro passado, em “The Conversation”, Emma Smith, professora de Shakespeare Studies em Oxford, publicou o texto “Why we need to remember how to forget”, no qual, afirmando que vivemos na era da hyperthymesia (do grego: excesso de memória), explicava como “a característica definidora do que é ser humano na idade digital é a de estar esmagado pelo passado — a ameaça aos nossos presente e futuro criativos é que o passado se torne demasiado omnipresente, impedindo-nos de avançar.

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI