Siga-nos

Perfil

Expresso

Guerrilha

  • 333

A forma desleixada e irresponsável (quando não deliberadamente manipuladora) como demasiados media lidam com a informação foi escancaradamente exposta em fevereiro de 1988 quando os Negativland — coletivo de guerrilha sonora de São Francisco dedicado ao “culture jamming”, isto é, ao esventramento público dos processos através dos quais as hipotéticas “verdade” e “realidade” nos são, diariamente, servidas ao domicílio — montaram a astuciosa armadilha —“David Brom”: apostando tudo no preconceito que, convictamente, garante existir uma relação direta entre os textos de canções rock e a delinquência e o crime, alegaram como motivo para o cancelamento da digressão da banda as pressões sobre ela exercidas por um (fictício) “agente federal Dick Jordan”. Motivo?

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI